top1

À espreita

dema

 

Em desamor,
deste corpo inquilina,
aniquila-se a alma,
ainda menina,
à dor
do viver por viver.
Fosse aquela, da vida, senhora,
estaria de há muito fora.
Em anglicana postura,
vigilante instinto
do animal-criatura,
guarda-a, sem cochilo,
e obsta-lhe a partida.
Espreita silente,
o fugidio espírito,
que se concretize
o menor deslize,
pra, sem qualquer adeus,
voltar aos seus.

 

direitos autorais de demasilva